domingo, março 12, 2006

 

O comércio electrónico a retalho e a logística


A maior parte dos hipermercados dispõe de um serviço de vendas através da Web como, por exemplo, o Continente Online. O crescente aumento das transacções virtuais coloca desafios à logística tradicional que a podem tornar num dos maiores entraves à expansão do comercio electrónico. No Natal de 1999 registaram-se problemas de grande dimensão nos sistemas de atendimento e entrega.

O comércio electrónico tem características únicas, que devem ser entendidas, já que este é um sector que ainda se encontra em expansão. A globalização e o aparecimento de uma nova economia, exigem o entendimento da logística do comércio virtual a retalho, que se caracteriza por um grande número de pequenos pedidos, geograficamente dispersos e entregues de forma fraccionada, porta a porta, resultando em baixa densidade geográfica e altos custos de entrega. Esta nova realidade exige o aparecimento de uma «nova» logística, complementar da logística tradicional.

Depois de se referirem à evolução do comércio electrónico e seu impacto sobre a logística, Fleury e Monteiro (s.d.) indicam que o comércio electrónico a retalho requer centros de distribuição que permitam a execução de picking ao nível da unidade, com alto grau de eficiência. Por outro lado, o índice de devoluções tende a aumentar substancialmente e muitos sistemas logísticos não estão preparados para tratar a logística inversa.

Segundo Fleury e Monteiro (s.d.), as maior es dificuldades estão na satisfação da encomenda, compreendendo: o processamento da encomenda; gestão das existências; coordenação com os fornecedores; e a separação e embalagem dos produtos. Por isso, propõem um novo modelo logístico com base no fortalecimento do relacionamento com o cliente; focado em caixas, em vez de paletes; entrega porta a porta; e tratamento automático das excepções.

O artigo de Fleury e Monteiro (s.d.) inclui referências bibliográficas.

FLEURY, Paulo Fernando; MONTEIRO, Fernando José Retumba C. - O desafio logístico do e - commerce. Centro de Estudos em Logística (CEL), Instituto de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Consultado a 9 de Março de 2006.

Comments:
Ligações:

eCommerceOrg: tudo sobre Comércio
Electrónico
.
 
Bibliografia:

AURAMO, Jaana et al. - Research Agenda for E-Business Logistics Based on Professional Opinions. «International Journal of Physical Distribution & Logistics Management», Bradford, RU, 32 (7) Jul. 2002, p. 513 - 531.

BAYLES, Deborah L. - E-Commerce Logistics and Fulfillment: Delivering the Goods. Upper Saddle River, NJ, Prentice Hall, 2001.

BUCK CONSULTANTS INTERNATIONAL - State-of -the-Art Report on E-Fulfilment. «Thematic Network on e-Fulfilment», e - Thematic, Nijmegen, HL, Dez. 2003.

DANTUMA, L. M. Y.; HAWKINS, R. W. - E-Commerce in the Logistics Sector: Assessing the Effects on the Logistics Value Chain. «Electronic Commerce Business Impacts Project», Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económico, Paris, TNO report 01-41 Ago. 2001.

HULTKRANTZ, Ola; LUMSDEN, Kenth - E-Commerce and Consequences for the Logistics Industry. «The Impact of E-Commerce on Transport», Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económico / Conferência Europeia dos Ministros dos Transportes, Paris, Jun. 2001.

REYNOLDS, Janice - Logistics and Fulfillment for E-Business: A Practical Guide to Mastering Back Office Functions for Online Commerce. Gilroy, CA, CMP Books, 2001.

STRATEGIS. Otava, Mar. 2004 - Web-Based Supply Chain Management. «E-Commerce Overviews Series».

UNSWORTH, Dave - E-Commerce, Logistics and the New Demands on Management. «The 1999 DICIDA-UK Conference», Grimsby, Nov. 1999.

Palavras-chave:

Comércio electrónico, Retalho, Logística, Electronic Commerce, E-Commerce, Retail, Logistics.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?