sexta-feira, março 17, 2006

 

Wal-Mart


Num estudo de caso de Chandran (2003), sobre o retalhista Norte-Americano Wal-Mart, é feita uma descrição do mesmo e uma comparação com os principais concorrentes. Neste estudo é focada a importância da logística no desempenho da empresa. Segundo os analistas, a liderança do retalhista deve-se a uma concentração constante nas necessidades do cliente e na redução dos custos através de uma gestão eficiente da cadeia de abastecimento e de todo o sistema logístico. Sendo esta a empresa mais rica do mundo e que tem como ponto forte o desempenho ao nível logístico, é um caso importante a estudar.

Após uma breve referência biográfica ao fundador da empresa, Sam Walton, são referidas as suas ideias: a preocupação com a lealdade, tanto do cliente, como do empregado, reduzir cada vez mais os preços dos produtos, aumentando a sua rotação na loja e a preocupação em introduzir práticas inovadoras dentro das lojas, como, por exemplo, o self-service, já nos primórdios da empresa.

Do estudo realizado salientam-se os seguintes pontos.

Política da Wal-Mart

- Reduzir o preço de custo e oferecer os melhores preços aos clientes.

Tecnologias usadas

- Sistemas sofisticados de códigos de barras e computadores de mão.
- Acesso, em tempo real, a informações sobre localização e quantidades de produto existente para todos os empregados dos centros de distribuição.
- Sistema de comunicações via satélite.
- Sistema de ponto de vendas (POS - Point of Sales).
- Sistema com algoritmo sofisticado para previsão da quantidade exacta de cada produto a entregar em cada loja.
- O maior e mais sofisticado sistema informático do sector privado com processador paralelo em massa (MPP - Massively Paralell Processor).

Infra-estruturas

- 4 700 lojas e 72 centros de distribuição em todo o mundo.
- Sistema de transportes próprio.

Processos Logísticos usados

- Cross-docking.
- Aprovisionamento global.

Vantagens competitivas

- Os centros de distribuição fornecem cerca de 85% do total de produtos, enquanto os concorrentes cerca de 50 a 65%.
- O sistema de transportes próprio permite reduzir custos e entregas mais eficientes, á noite e urgentes, e regular eficazmente a entrega de produtos sazonais.
- Custos de transporte de cerca de 3% contra 5% para a concorrência.
- Reabastecimento das lojas em dois dias contra cinco para a concorrência.
- Taxas de rotação dos stocks elevadas.

CHANDRAN, Mohan P. - Wall Mart´s Supply Chain Management Practices. Nagarjuna Hills, Hyderabad, Índia, ICFAI Center for Management Research, 2003.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?