segunda-feira, maio 15, 2006

 

Utilização da máquina de S/R


Para a situação considerada anteriormente, AS/RS (IV) e Tempo de ciclo de S/R, suponha-se que 40% das entradas e saídas do armazém são realizadas como operações de comando simples e as restantes são executadas como operações de comando duplo. Com o AS/RS devem ser feitas 120 entradas e outras tantas saídas do armazém por hora.

Suponha-se que não se tem carros de transferência e que as 8 máquinas de S/R são carregadas uniformemente. Então cada S/R deve executar 15 armazenagens por hora e 15 retiradas por hora. Dado que 6 entradas e 6 saídas do armazém por hora são realizadas usando uma operação de comando simples (isto é, 40%), há 9 operações de comando duplo por hora. A carga de trabalho da máquina de S/R obtém-se da seguinte forma:

Carga de trabalho / S/R = 2 × 6 × 2,06 + 9 × 3,23 = 53,79 min/h

Portanto, cada S/R é utilizada 53,79 / 60, ou 89,65%. O ciclo médio por operação é de 53,79 / 30 ou 1,79 min por operação.

Dado que o tempo entre os pedidos de armazenagem e/ou retirada de cargas do armazém são variáveis aleatórias e uma vez que as localizações dos endereços de armazenamento e/ou retirada de cargas do armazém a serem visitados num ciclo de comando simples ou duplo são variáveis aleatórias, pode usar-se a análise de filas de espera para ajudar no projecto de um AS/RS. Contudo, devido à mistura de operações de comando simples e duplo e a distribuição de probabilidades genérica dos tempos de deslocação, sugere-se uma abordagem por simulação.

Os carros de transferências são utilizados quando o nível de actividade num corredor não é suficiente para justificar a utilização de uma máquina AS/RS para cada corredor. Para determinar o templo de ciclo para um AS/RS com carro de transferência, o tempo necessário para efectuar a transferência tem que ser incluído. Para além disso, podem ocorrer interferências entre as S/R quando várias máquinas de S/R estão servidas por um único carro de transferência. Por causa da rede de filas envolvidas no projecto de AS/RS com carros de transferência, é geralmente usada a análise por simulação para ajudar na determinação do número de máquinas S/R e disciplinas de operação associadas.

TOMPKINS, James A. et al. - Facilities Planning, 2.ª ed., Nova Iorque, John Wiley & Sons, 1996.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?