segunda-feira, maio 22, 2006

 

Valor dos consumos anuais de matérias primas, consumíveis e mercadorias (I)


Documentos

O controlo dos movimentos quantitativos das existências de artigos é assegurado por meio de três documentos:

Talão de entrada – Contém informação relativa à especificidade dos artigos, a sua quantidade e outras informações de controlo para o serviço de aprovisionamento.

Ficha de stock – Com informação relativa às entradas e saídas de um artigo.

Talão de saída – Contém informação relativa à especificidade dos artigos, a sua quantidade, o local de destino e, se tal for o caso, o número da encomenda.


Valorização dos movimentos (entradas / saídas)

Avaliação das entradas – O mais importante é avaliar todos os custos que estão ligados de alguma forma ao artigo, até este estar disponível para a fase seguinte do processo de exploração.

Custo de compra = preço de compra líquido + despesas directas de aprovisionamento + despesas de aprovisionamento indirectas imputadas


Avaliação das saídas – Para determinar o valor das saídas, escolhe-se um período de tempo (geralmente um mês) e atribui-se um valor unitário às quantidades saídas, Cs. Este valor unitário pode ser fixado utilizando vários métodos, tendo em consideração o meio financeiro e a tendência dos preços.


Considere-se a ficha do stock de um produto no mês de Abril:

QeCeQs
(unid.)(UM)(unid.)
031 / 3Em stock80018,5 
107 / 4Enc. 43  600
209 / 4Entrada 101 40019,0 
314 / 4Enc.s 44 - 45  1 500
417 / 4Entrada 1150019,2 
524 / 4Enc. 46  400
628 / 4Entrada 1270019,4 
 30 / 4Em stock900? 


onde:

Qe = Quantidade entrada

Ce = Custo unitário da Qe

Qs = Quantidade saída

Enc. = Encomenda de cliente

a) Custo de compra unitário médio ponderado (CUMP)

CsAbril = (18,5 × 800 + 19 × 1 400 + 19,2 × 500 + 19,4 × 700) / (800 + 1 400 + 500 + 700) = 64 580 / 3 400 = 18,994 12 ... UM

Sendo, então, o valor do stock final:

18,994 12 × 900 = 17 094,71 UM

Sabendo-se que:

stock inicial + ∑ entradas = ∑ saídas + stock final

tem-se:

18,5 × 800 + 19 × 1 400 + 19,2 × 5000 + 19,4 × 700 = 18,994 12 × 2 500 + 18,994 12 × 900 = 64 580 UM

Então:

CUMP = ∑ (Qei × Cei) / ∑ Qei

O inconveniente deste método é que é necessário esperar pela conclusão do período de tempo para se fazer o cálculo do custo médio de saída.

Uma variante deste método calcula o custo médio de saída depois de cada entrada.

Para o exemplo acima:

a 7 / Abril, valor da encomenda 43 (600 u):

Cs07Abril = 18,5

portanto,

18,5 × 600 = 11 100 UM

a 14 / Abril, valor das encomendas 44 e 45 (1 500 u):

Cs14Abril = {[18,5 × (800 - 600)] + (19 × 1 400)} / 1 600 = 18,937 5

e então,

18,937 5 × 1 500 = 28 406,25 UM

ROSEMBERG, Claude - Análise de Custos, Rentabilidade e Produtividade. Porto, Rés, s.d.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?