sábado, junho 10, 2006

 

Armazenagem aleatória vs dedicada


Para ilustar o efeito do método de armazenagem nas necessidades de espaço, suponha-se que seis produtos são recebidos num armazém. As existências de cada um dos produtos no final de cada período são as apresentadas na Tabela 1. O valor agregado das existências obtém-se somando as existências dos seis produtos.


Tabela 1 - Existências de seis produtos em armazém, expressos em paletes de produto


Produtos



Período12 3456Agregado

12412214111273
22298810966
3206649651
41834248360
51636220724105
6143381662198
7123061251883
810274841568
98242431253
106218242970
114186201655
1221541624364
132412212232497
1422988222190
1520664211370
16133424201579
1716362201912105
18143381613993
19123061217683
2010274816368
2182424152477
22621824142194
23418620131879
24215416121564

Soma dos níveis máximos de existências individuais
Nível máximo do valor agregado das existências
Nível médio do valor agregado das existências
Nível mínimo do valor agregado das existências
= 140
= 105
= 77,5
= 51



Os níveis máximos das existências de cada um dos seis produtos são:
Com armazenagem dedicada o espaço necessário é igual à soma dos valoes máximos das existências de todos os produtos, ou seja espaço para 140 paletes. Com armazenagem aleatória o espaço necessário é igual ao máximo do valor agregado das existências. isto é, espaço para 105 paletes. Neste exemplo, a armazenagem dedicada necessita de mais um terço do espaço necessário com armazenagem aleatória.

TOMPKINS, James A.; WHITE, John A. - Facilities Planning, Nova Iorque, John Wiley & Sons, 1984.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?